26 agosto 2014

Armando: “A educação é o grande desafio de Pernambuco”

Em entrevista ao programa TV Jornal Meio Dia, nesta terça-feira (26), Armando Monteiro (PTB), candidato a governador, defendeu maior investimento na educação para que Pernambuco dê uma guinada nos índices educacionais nas redes estadual e municipal. Para tanto, o petebista afirmou que vai desenvolver um modelo cooperativo do Estado com as prefeituras, oferecendo suporte pedagógico e financeiro, e adotar uma matriz curricular única do Sertão ao Litoral, melhorando a formação dos alunos já na base.

Outra área na educação que Armando pretende atuar fortemente é estabelecer a conexão entre os ensinos médio e o profissionalizante. Dessa forma, para o petebista, ao concluir a formação básica, os alunos já serão encaminhados para a qualificação profissional, se preparando para o mercado de trabalho. O candidato também quer implantar uma política para minimizar a evasão escolar. Essas medidas visam rever os atuais índices que Pernambuco amarga no Ideb.

“Pernambuco tem que reverter este quadro. Se o Estado não fizer uma virada na educação, não poderemos chamar de desenvolvimento o que houve nos últimos anos. A educação é o grande desafio de Pernambuco”, resumiu Armando Monteiro, ao sublinhar que, atualmente, no Ideb, o Estado está na 18ª nos anos iniciais do ensino fundamental e na 22ª posição nos anos finais. Já no ensino médio, o Estado ocupa a 16ª.

“É preciso reduzir o nível de evasão escolar do ensino fundamental para o ensino médio e conectar o ensino médio com o profissional, para os jovens terem uma profissão e devolver para a sociedade o que recebeu ao longo da formação”, pregou o candidato a governador.

MOBILIDADE E INCENTIVOS – Durante entrevista à apresentadora Graça Araújo, Armando Monteiro destacou que seu governo vai por em prática políticas públicas para minimizar os transtornos com a mobilidade urbana. Uma das ações é implantar novos corredores exclusivos de transporte para dar mais espaço para o Bus Rapid Transit, os BRTs. Outra iniciativa é melhorar e ampliar o metrô, modernizando as composições e ajustando a frequência. Dessa forma a ideia é saltar de 300 mil passageiros por dia para 500 mil.

De olho na atração de novas empresas e indústrias, Armando acredita que é preciso combinar a concessão de incentivos fiscais com a maior oferta de qualificação profissional para alavancar o desenvolvimento.. Para isso, o petebista defende um maior investimento em infraestrutura, ao passo que também amplia a oferta de qualificação das pessoas.  “A atração de empresas tem que combinar a melhoria da infraestrutura e melhorar qualidade de mão de obra, investindo nas pessoas. Isso fará Pernambuco mais atrativo”, assinalou.