21 junho 2014

Estão tentando minar as "forças" de João Baleia em Barreiros?

É bem conhecida a ideia de que João Baleia, ex-prefeito de Barreiros, que está atuando ao lado de sua esposa, Elianai, em São José da Coroa Grande, (já que esta é a prefeita oficial daquela cidade) ainda tem fortes pretensões de trazer para Barreiros um ou uma representante para as próximas eleições, uma vez que o mesmo está inelegível.

Como o atual prefeito  de Barreiros e boa bancada de "amigos" (a moda é colocar faixas na cidade com dizeres AMIGO FULANO, AMIGO SICRANO, para alavancar tais pessoas à cargos eleitorais, principalmente para vereador como é o caso do bairro dos Lotes, Barro Vermelho, entre outros com faixas) sem força politica e assim sem alternativa, passam a tentar interferir a chegada de outros, forçando assim, uma reeleição, contra o gosto do povo, deixando os barreirenses sem muita alternativa.

E usam-se de meios ditos "legais" para afastar supostas ameaças à bancada de vereadores que estão ao lado do atual prefeito.

Recentemente tivemos o caso do afastamento do vereador João Neves, que por ser do mesmo partido do antigo prefeito João Baleia, ou seja, força legal, poderia soar como ameaça já que o antigo vereador tem afinidade com o mesmo por motivos outros que agora não vem ao caso.

Logo, no lugar dele, quem poderá entrar, em função dos números de legenda é o ex-vereador Marcelo Laet.

Com João Neves fora, o caminho fica um tanto livre para tais pretensões.

Como se vê, as próximas eleições estão mais ou menos sendo definidas agora, em 2014, numa maneira DEMOCRÁTICA, LONGE DAS PAREDES DA DEMOCRACIA.

Enquanto isso, perguntamos: e Toinho? Será que o mesmo ainda tem pretensões de retornar para Barreiros como candidato?

Falam-se ainda de Franz Haker, aliando-se por aqui, com bases ainda ocultas.

Tem ainda alguns vereadores que podem perder seus partidos, já que os mesmos estão "prontificando-se" à não apoiar o atual prefeito, nem seu vice, e nem o presidente da câmara de vereadores desta cidade.

Os que estão fora do grupo, ficarão também fora das próximas eleições para prefeito e vereadores.

Com o alto índice de rejeição nos quatro cantos da cidade, a ideia, é tentar minar mesmo todos os lados, de maneira à só deixar alternativa para uma reeleição ou em ultimo caso para a eleição do vice, que é irmão do prefeito.

BARREIROS, 
"UM NOVO TEMPO, UMA NOVA HISTÓRIA"... 
DE ARRUMADINHOS POLÍTICOS.