29 maio 2014

Secretária de Educação, Rosemere Medeiros, assedia moralmente servidora municipal, com permissão do prefeito?

Rosemere Medeiro e Carlinhos da Pedreira
Segunda feira, 26 de maio de 2014, por volta das 10:00 da manhã, a Escola Municipal Emilio Geraldo Pereira, situada na Rua Padre Inácio Xavier, no Bairro dos Lotes, recebe a visita programada do atual prefeito Carlinhos da Pedreira (PSB), a secretária de educação, Rosemere Medeiros, e comitiva, para uma reunião.

Tratava-se de uma série de visitas nas escolas municipais que vem acontecendo desde quando o prefeito foi chamado no ministério da justiça, em Recife, por conta de algumas irregularidades. E como o mesmo está com o prazo vencendo, a ideia agora é correr contra o tempo para deixar as coisas mais ou menos, em ordens.

Na reunião que aconteceu com os servidores municipais daquela escola, estavam presentes, desde a gestora daquela escola à professores, auxiliar de serviços gerais, bem como as senhoras que fazem o preparo da merenda.

O prefeito, devidamente apresentado pela secretária, Rosemere, começa á falar dos assuntos pertinentes à sua visita. Um dos assuntos, referia-se ao problema da falta da merenda para os alunos nas escolas municipais. O que ficou patenteado como uma das grandes preocupações do prefeito Carlinhos, é que a falta de merenda não fosse propagada, não fosse alardeada, para com isso o nome dele enquanto administrador, não ficasse sujo, politicamente falando.

Em determinado momento, incomodada com a forma arrogante e pedante tanto do prefeito, quanto da secretária de educação, a funcionária, Nara Karina, resolve colocar em queche o que está acontecendo e lança algumas perguntas ao prefeito. Isso, claro, incomodou de tal maneira que o senhor Carlinhos, segundo a funcionária ele teria lhe dito em voz alterada;

- Se você não tem nada de bom pra falar, cale sua boca!

Isso deixou alguns funcionários irritados, e preocupados. Afinal de contas, essa não é uma maneira cordial de um administrador tratar seus colaboradores.

A escola municipal Emilio Geraldo Pereira, situada no Bairro dos Lotes, tem por volta de 307 alunos em turnos de manhã, e tarde, que tem recebido alimentação para merenda que muito mau chega à completar dois dias. E depois disso, as merendeiras ficam sem saber o que fazer para os alunos, já que nada mais tem-se na dispensa, que as vezes, fica completamente vazia. Segundo a merendeira Nara, até faca para o preparo de comidas que se utilizam essa ferramenta, tá em falta naquela escola. E essa era uma das questões levantadas por ela em meio à reunião.

Em determinado momento, não suportando as perguntas da funcionária, que ousou tirar suas dúvidas, e não tendo contra-argumentações, a secretária de educação no uso de sua força que o cargo lhe impõe supostamente, diz em alto e bom tom;

- Carlinhos, tá vendo aí, é esse tipo de gente que anda falando mau de você pela rua.

Ao que foi rebatida pela funcionária, que; 

- "ninguém estava falando mau de ninguém, tão pouco do prefeito, e que só queria saber o que fazer, já que o que estava sendo tratado ali era do interesse de todos", conta Nara Karine. 

A secretária de edcuação, altera completamente sua voz, praticamente aos gritos com a funcionária, e dessa vez com uma acusação no mínimo desconcertante dispara;

- Eu tenho a prova de que você anda por aí, falando do mau prefeito. Eu tenho um vídeo gravado e posso provar!

Isso claro, irritou profundamente a funcionária, Nara, que disse à mesma que "ela vai ter que mostrar esse vídeo com essa suposta conversa sem sentido. Já que tudo o que ela tem que dizer, diz na cara".

A coisa então ficou feia, quando a secretária, passando dos limites, pergunta à funcionária se ela era contrata do município ou concursada.

- Sou concursada, por que? Pergunta Nara.

A Secretária de Educação vem então com essa;

- Sim, porque, se você fosse contratada, nesse exato ia agora mesmo passar no jurídico pra pegar suas contas. Mas já que não é contratada, eu vou tratar de lhe transferir para outra escola. Vou lhe colocar em qualquer engenho, mas aqui você não fica! Sua sorte é que você é concursada, não contratada. Impõe Rosemere.

Em determinado instante, uma funcionária, Senhora Socorro, mexe em seu celular. Percebendo Rosemere e o prefeito que poderiam estar sendo gravados, mudam completamente, o tom de voz e atitude, chegando até à chamar a funcionária em questão de "meu anjo", com receio de que aquela conversa viesse à tona, servindo de prova contra eles.

A funcionária em questão, sentindo-se humilhada, perante seus colegas, procurou orientação, e segundo a mesma, à partir de hoje estará entrando com uma queixa contra a secretária e o prefeito Carlinhos por abuso de poder, já que esse é um crime de assédio moral. Sem contar ainda que a senhora secretária terá que mostrar o tal vídeo em que a mesma acusa a funcionária de fazer fofocas e estar falando mau do senhor prefeito.

As palavras acima, me foram passadas pela funcionária Nara Karina, servidora municipal e merendeira naquela escola. A mesma disse que estaria levando esse caso adiante. No mais, esperamos que tudo seja esclarecido. 

De minha parte, sempre que possível, estarei colocando mais informações sobre esse caso, à medida que a funcionária me permitir, deixando ainda esse mesmo espaço público aberto aos devidos esclarecimentos, caso queiram, por parte do prefeito e da secretária, se acharem-se no dever de defender-se.