27 maio 2014

Divulgue o problema de seu bairro com seu celular que a solução acontece


Gente, hoje venho falar para meus amigos e amigas que me acompanham já a algum tempo. Coisa simples e de poucas linhas.

Antigamente, quando um bairro qualquer tinha um problema de saneamento, de acúmulo de lixo, de iluminação ou qualquer outro que afetasse determinada comunidade, a dificuldade não era pouca.

No geral, procurava-se alguém que tomasse a vez de representante da comunidade, se fosse o caso de existir associação de moradores, ou não. Fazia-se um documento extenso, com a adesão dos moradores, com o conhecido abaixo assinado, levava tal ou tais reclamações para a câmara de vereadores, para depois, chegar ao conhecimento do poder executivo. Após tudo visto, tudo praticamente acertado, vinha tudo de volta. O governo do município passava um comunicado para a câmara de vereadores, que comunicava ao representante da comunidade, e este, por sua vez, era quem passava o comunicado para a comunidade.

Nem tudo seguindo a mesma ordem.

Isso, no entanto, levavam-se dias e dias à espera. Tinha casos que meros 30, 60 ou 90 dias ainda não eram suficientes para uma simples solução. E a resposta nem sempre era do agrado dos populares.

Nos dias atuais, boa parte das associações, principalmente em nossa cidade, estão servindo apenas de fachada.

Quem tem o poder de transformação e melhoria para suas ruas, bairros, comunidades é você, amigo leitor.

Você que está lendo essas minhas linhas agora e que já dispõe de um comunicador móvel, um pequeno celular que tenha fotos, já pode divulgar o problema de sua comunidade nas redes sociais, fazendo com que tais alertas cheguem imediatamente ao conhecimento dos representantes diretos, vereadores, prefeitos, autoridades constituídas.

Portanto, não esperem que os supostos representantes dos bairros façam. Dê o seu primeiro ultimato e tenha um passo sempre à frente.
Os governantes, sabendo que não podem mais roubar do erário público, como fazia antes, estão com medo de que suas queixas caiam em redes sociais.

Você é quem tem o poder para mudar a realidade de sua rua, de seu bairro, de sua comunidade, de sua cidade.

Os tempos, tecnologicamente, são outros. Portanto, denunciem!